sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Primeira Guerra Mundial


Também chamada de Primeira Grande Guerra



Foi uma guerra europeia que teve dimensões mundiais (a maioria das batalhas aconteceu na Europa, mas houve combates em outros continentes também).

As origens do conflito estão nas disputas imperialistas e nas rivalidades nacionais entre as potências europeias, além de questões nacionalistas variadas.

Foi o primeiro conflito que usou armas de destruição em massa.
utilização de armas químicas
Blocos militares

- Foram acordos militares firmados entre grandes potências.

- Criados ainda antes do final do século XIX (auge das disputas imperialistas).

- O objetivo era ajuda mútua em caso de guerra.

- Ninguém queria ficar sozinho em caso de conflito.

- Aconteceu uma fase de preparação para a guerra (corrida armamentista).

- A expectativa era de que a guerra seria rápida, com a duração de alguns meses, no máximo.
As trincheiras eram grandes valas abertas ne frente de combate, pelos soldados

Pela primeira vez a aviação foi utilizada como arma de guerra



Início da Guerra


- O atentado terrorista que causou a morte do Príncipe Francisco Ferdinando (herdeiro do trono da Áustria).




- O governo da Sérvia foi acusado de ser mandante.
- Os austríacos declararam guerra à Sérvia.
- A Rússia tinha um acordo com os sérvios para ajuda militar, por isso entrou na briga.
- Esse fato acionou os blocos militares, dando início a Grande Guerra.
OBS – a Itália não participou dessa fase inicial do conflito. Na época em que entrou (1916), o fez ao lado da França e do Reino Unido (Entente).

O atentado terrorista que matou o príncipe austríaco

Estados Unidos

- Em 1917 os Estados Unidos entraram na Primeira Guerra Mundial ao lado da Entente.

- O desempenho militar não foi decisivo para os rumos do conflito.

- O apoio como fornecedor de alimentos, matérias primas, combustíveis e de equipamentos aos membros da Entente foi fundamental para a vitória desse grupo.

Revolução Russa (1917)
- A participação do Império Russo na Primeira Grande Guerra agravou os problemas interno.
- Esse fato causou uma crise tão grave que estimulou a ocorrência de duas revoluções sucessivas: uma liberal e outra socialista.

- O grupo liderado pelos bolcheviques (socialistas marxistas), liderados por Lênin, deu início a primeira experiência de governo de orientação marxista do mundo.
- O novo governo retirou a Rússia do primeira Grande Guerra.  

Discurso de Lênin antes dos bolcheviques dominarem o governo russo


Tratado de Paz
1) 14 Pontos de Wilson
– Foi proposta do Governo dos EUA (presidente Wilson) para o acordo de paz (paz honrosa para vencedores e vencidos).
Líderes mundiais em reunião para discutirem o Tratado de Versalhes



2) Tratado de Versalhes

– Foi liderado por britânicos e franceses. Impôs duríssimas condições aos derrotados:
(a) fim do império Austro-Húngaro, dividido em vários novos países independentes (Áustria, Hungria, Tchecoslováquia e Iugoslávia).
(b) A Alemanha perdeu territórios na Europa, perdeu colônias na África e na Ásia, foi obrigada a aceitar limitações militares e a assumir enorme dívida de indenizações pelas destruições causadas pela guerra (reparações de guerra).

Resultado de um bombardeio


Após a destruição causada pela guerra a reconstrução foi difícil


 

Responder os exercícios no caderno

Veja no livro:

- pág 83 (DOC 1 e DOC 2)
- pág 85 (DOC 1 e DOC 2)
- pág 57 (ATIVIDADES)
- pág 59 (ATIVIDADES)


sábado, 20 de agosto de 2016

Museu de Arte do Rio


              Nesses dias de Olimpíadas muitas pessoas têm se animado a visitar o Centro da cidade, principalmente a Praça Mauá e arredores.

Isso á muito bom. Mas pode ser melhor ainda.

Muitas atrações existem no Centro. A minha sugestão para o momento é uma visita ao MAR.

Além da belíssima paisagem da região, podemos ver obras de arte de grande importância cultural.

Estive visitando o M.A.R. (Museu de Arte do Rio) por duas vezes em espaço menor do que um mês.
Na primeira visita vi, com muita satisfação, a exposição que tem como o título “Leopoldina, a princesa da independência, das artes e das ciências” (5° piso). Na verdade as obras expostas abrangem um período bem maior do que a época em que viveu a primeira imperatriz brasileira, casada com Dom Pedro I e mãe do Imperador Dom Pedro II.

Vale muito gastar uma hora ou duas por lá. A exposição está bem montada e o circuito tem etapas que nos ajudam a compreender um pouco mais das artes e história. Tudo isso com o prazer de ver belíssimos trabalhos de artistas de diversas nacionalidades. A maioria usando temática que mostra impressões a respeito do Brasil (séculos XVIII e XIX).

A segunda visita ao M.A.R. foi também muito boa. O conjunto de obras expostas é fantástico, de imensa riqueza cultural. A exposição recebe o nome de “A Cor do Brasil” (3° e 4° pisos).
Os períodos dos trabalhos da mostra são muito variados. Na entrada encontramos quadros que retratam aspectos do Brasil colonial. Seguindo o circuito, encontramos obras de outras fases até chegar aos trabalhos de artistas contemporâneos.

Vou destacar, para os estudantes do 9º ano, os trabalhos dos artistas do Movimento Modernista. Nos interessam de forma específica pois estão relacionados com temas estudados nas aulas de História e de Artes, em 2016.

Essas exposições estarão à nossa disposição até Dezembro e Janeiro, respectivamente. Para os estudantes do 9º ano que puderem estar admirando essas jóias da cultura, ficarei feliz em valorizar com pontuação extra (atividade não obrigatória).

Como fazer? Fácil. Provei que fui lá. Registrei com as fotos de celular que postei aqui. Se você fizer alguma coisa parecida, ganha 0,5 ponto.

Para ampliar essa pontuação, escolha alguma coisa que você gostaria de comentar. Por exemplo:
 - faça uma relação de um dos trabalhos expostos com o processo histórico ou social do Brasil, em algum assunto estudado ou a ser estudado em 2016.

- compare duas obras de artistas diferentes, ou de estilos diferentes (do mesmo artista ou de artistas diferentes);

- Diga alguma coisa que te agradou muito, ou que te desagradou muito (nos trabalhos expostos ou na própria exposição);

- algo que observou, algum furo da exposição (baseando-se nos conhecimentos acadêmicos que você possui);

Faça um breve relato dessas suas impressões (valerá mais 0,5 por exposição). Ou seja, você pode fazer um relato desses para cada exposição.

Isso tudo só vai valer ponto se você falar de alguma coisa que só possamos perceber se formos à exposição (não vale se basear em textos dos livros ou da internet).

Aceito esses trabalhos extras até a primeira semana de novembro, portanto, vá com calma e aproveite bem as exposições, que são ótimas.